Desenvolvimento pessoal, Destaques

Marketing pessoal – O que é, como fazer e por que é essencial?

O marketing pessoal é arte de se vender, o ato de destacar suas qualidades e habilidades para ser notadoinfluenciando a forma como as outras pessoas olham para quem a utiliza.

Na maior parte das ocasiões, esta expressão é usada para designar um modo de se expressar, que contribui para o alcance de um determinado objetivo, como um emprego, por exemplo.

O marketing pessoal também é muito procurado por pessoas que procuram entrar no mercado de trabalho, e é uma forma de diferenciação de todos os outros.

Você provavelmente já ouviu a velha metáfora: “quem não é visto, não é lembrado”.

Pois lembre-se dela: ela é uma das principais máximas do marketing pessoal.

Mas engana-se totalmente quem pensa que apenas ser visto é o suficiente para ter um marketing pessoal de qualidade.

Existem uma série de fatores que devem ser lembrados e estruturados para que você possa ter de fato o efeito esperado.

Mas antes de nos aprofundarmos em questões mais técnicas e práticas, temos de entender o que este conceito de fato nos mostra, afinal entender do que estamos falando é fundamental para que possamos atingir a excelência!

O que é marketing pessoal?

Marketing Pessoal é o conjunto de estratégias, aplicadas de maneira coerente e planejada, que irão fazer com que você atribua um maior valor a sua imagem pessoal. Ou seja, é um marketing voltado para as pessoas verem você com uma imagem bastante positiva.

Em poucas palavras, podemos dizer que o marketing pessoal é atribuir valor a sua imagem.

Muito mais do que apenas se auto promover, ele é um conjunto de maneiras e possibilidades que irão fazer com que as pessoas o vejam de maneira muito mais positiva.

Não confunda jamais marketing pessoal com publicidade.

O marketing sempre é composto por uma série de variáveis, que têm como objetivo o fortalecimento de determinada marca.

No caso do pessoal isto se torna ainda mais evidente já que a marca em questão é a sua própria imagem.

Existem diversas maneiras de melhorar sua imagem e tornar-se referência no que você faz, mas tudo isso precisa ser pensado dentro de um contexto de entrega de valor para as pessoas.

 

Motivos para você fazer seu marketing pessoal

Um indivíduo deve saber mostrar que é confiante, tem capacidades específicas, tem valor, e que pode contribuir para o crescimento da empresa.

Além disso, deve conseguir revelar capacidade de aprender e de iniciativa, e inteligência emocional para lidar e se relacionar com outras pessoas.

Tão importante como saber, é saber mostrar que se sabe.

Pare para pensar em todos os grandes líderes e empreendedores da humanidade.

Todos eles foram pessoas que romperam com o senso comum e transcenderam a mentalidade vigente.

Agora pense: o que seria deles se estes não tivessem seus feitos divulgados para todas as pessoas ao seu redor?

O que seria de Jesus Cristo sem a Bíblia?

Ou de Napoleão Bonaparte sem os registros históricos de suas vitórias?

Será que Ghandi seria tão conhecido se suas ideias não tivessem sido perpetuadas?

Todas estas pessoas tiveram grandes obras em suas vidas, mas que só se tornaram conhecidas por que elas foram repassadas e divulgadas para alguém.

É lógico que temos que guardar as devidas proporções destes exemplos citados, mas ser competente e não divulgar seus feitos é a mesma coisa que ter um baú cheio de diamantes, só que no fundo do mar.

Porém, você precisa fazer com que seja notado, mas de uma maneira sutil, sem ser invasivo ou ser taxado de prepotente.

Este talvez seja o maior desafio do marketing pessoal!

Sua obra de vida precisa ser divulgada para que as pessoas possam conhecer quem você é de fato, quais suas ideias e de que maneira você pensa em impactá-las.

 

Como fazer o seu marketing pessoal

Existem diversas situações que formam o ecossistema de sua imagem pessoal. Levar todas elas em conta é a base para que você tenha sua autoridade aumentada e se torne referência.

Veja alguns pontos muito importantes, que não podem ser deixados de lado:

Tenha um objetivo

Assim como toda boa estratégia de marketing, de nada adianta você trabalhar o seu marketing pessoal se, antes, não estiver estabelecido um objetivo bem claro a respeito de onde você quer chegar.

  • Quem você quer ser?
  • Por que coisas você quer ser lembrado?
  • Que pessoas você almeja conhecer?
  • Qual patamar social você pretende atingir?
  • A que tipo de profissional você quer ser relacionado?

 

Defina seu público alvo

O ponto inicial de qualquer estratégia de marketing para aumentar as vendas de um produto é conhecer a fundo seus clientes potenciais. Entendê-los de uma forma profunda para saber qual a melhor forma de se comunicar com eles.

No caso do Marketing Pessoal não é diferente.

Para você poder se “vender” ao mercado é necessário saber para quem você quer ser relevante.

E quando se pensa nisso, não se deve pensar em pessoas isoladas (“-Quero ser bem visto pelo meu chefe”) e sim em grupos de pessoas (“-Quero ser bem visto entre grandes Executivos da minha área de trabalho”).

Pensando assim, quando você por acaso mudar de emprego, não terá que refazer todo seu marketing pessoal.

Defina a sua marca

Chegou a hora de você reestruturar a sua imagem. Agora que você conhece seu público-alvo e sabe para quais tipos de pessoas você que ter destaque, evidencie suas qualidades que estão ligados a estas pessoas.

O primeiro passo é descobrir os seus pontos fortes e suas principais habilidades que sejam compatíveis com o seu público alvo. Entender que tipo de valor as pessoas esperam de você é o ponto de partida para uma estratégia de marketing pessoal.

Para facilitar o processo, você pode fazer as seguintes perguntas:

  • O que eu faço melhor?
  • Quais os meus valores pessoais e profissionais?

Após identificar a sua marca, é hora de trabalhar para destacar essas características no ambiente corporativo.

 

Trabalhe a sua comunicação

Evidencie suas melhores qualidades em todos os momentos e lugares em que você tiver contato com seu público.

Seja no dia a dia, no trabalho, na internet ou em eventos. Sua marca pessoal é construída a partir dos pensamentos e palavras, e isso irá interferir nas reações de outras pessoas.

Fale com clareza e saber ouvir com atenção. Na área da comunicação, é importante criar sinergia com as pessoas, ter uma comunicação aberta, ser assertivo e conectar ideias.

É necessário saber ser sério quando a situação pede seriedade e demonstrar alegria e bom humor ao atender clientes internos e externos da companhia. Pessoas otimistas e bem humoradas proporcionam um ambiente agradável à sua volta.

Uma dica importante é falar sorrindo, olhando sempre nos olhos e encontrar um movimento corporal em que se sinta confortável.

Utilize a linguagem corporal como uma ferramenta de trabalho!

Além de saber como expor as suas ideias é necessário passar confiança sobre o assunto que está sendo tratado.

Demonstre interesse pelo assunto ou projeto que está envolvido, esteja disposto a ajudar a equipe, compartilhe os seus conhecimentos com todos e seja flexível em relação às mudanças, não tenha medo se algo der errado.

 

Sua imagem é seu cartão de visitas

Não que você tenha que ser um modelo, ou estar sempre com roupas caras. Mas manter uma imagem apresentável é fundamental!

A impressão que uma pessoa mal vestida passa faz com que as pessoas não tenham confiança nela. Sempre leve isto em consideração!

Todos os dias, ao sair de casa, se vista como a pessoa que você deseja se tornar, e não como a pessoa que você atualmente é.

Explicando melhor: se você, estagiário, algum dia, pretende ser gerente de sua empresa, comece a se vestir mais como os gerentes e menos como aqueles que estão na mesma posição que você!

Esteja sempre de acordo com aquilo que você almeja de forma que, ao se olhar no espelho, você consiga inspirar confiança em si mesmo!

Cuidado para não adotar um estilo formal em contextos informais e estilos formais em contextos informais.

 

Seja proativo

Mostre que você é uma pessoa que está à frente das situações negativas que podem vir a ocorrer.

Tente ser proativo e pensar, o tempo todo, em soluções e formas de melhorar os processos.

Não espere o problema cair em cima de você, seja a pessoa que o descobriu e que já trouxe a solução!

Com certeza isso irá impressionar as pessoas ao seu redor, e, especialmente, os seus gestores!

 

Seja visto: faça networking

De nada adianta você ser um líder incrível, que resolve vários problemas com uma postura de vencedor e muita proatividade, se ninguém ficar sabendo disso!

Apareça em lugares, vá a eventos relacionados à sua área de atuação, almoce com pessoas com os mesmos interesses que você, publique suas conquistas e promova a sua visibilidade!

Não fique se escondendo atrás do seu computador, apenas sendo uma pessoa muito eficiente e torcendo para que, algum dia, as pessoas passem a te notar.

Isso não vai acontecer. É claro, não estamos te dizendo para assumir uma postura arrogante e egocêntrica, mas é importante saber se posicionar e valorizar seus feitos.

Também não se esqueça de estar no meio e participar das conversas, happy hours, palestras e todo tipo de lugar em que possa estar para aumentar ainda mais os seus contatos.

Lembre-se: quem não é visto, não é lembrado! Use a sua criatividade!

 

Cuidado com as redes sociais

Atualmente, é uma prática comum pesquisarmos sobre as pessoas nas redes sociais, seja no Facebook, Twitter, LinkedIn, Instagram, entre outras.

Por isso, não pense que o que você transmite na internet também não influencia no seu marketing pessoal, porque influencia muito!

É muito importante que você saiba como se portar.

Não estamos dizendo que você deve deixar de ser você mesmo e passar a ser apenas uma representação do seu “eu profissional” nas redes, mas, caso você queira investir no marketing pessoal de verdade, utilize seus canais como resumos daquilo que você quer transmitir.

Talvez seja melhor deixar certos tipos de postagens, conteúdos e fotos para os grupos privados do Whatsapp, não é mesmo?

Fotos de bebedeiras, baladas ou fotos suas segurando latinhas de cerveja podem não ser legais para os olhos de alguns. Cada postagem que você faz, cada imagem que você compartilha, contribui para a sua marca pessoal.

Lembre-se, você pode ser você mesmo, mas não precisa escancarar sua vida para todos.

 

Dicas extras

Teste seu Marketing Pessoal

http://www.carlosmartins.com.br/testeautopromo.htm

 

Videos complementares

Link: https://www.youtube.com/watch?v=sBQVQqAa2_8

 

Comentários