Sem categoria

5 maneiras de melhorar sua memória em 7 dias

Sem dúvida uma boa memória é o que separa as pessoas que tem resultado das pessoas que tem apenas conhecimento, por isso quero te contar 5 maneiras de melhorar a sua memória em até 7 dias.

1 – Tenha foco

Sem dúvidas o foco e a concentração são 2 ingredientes que jamais faltaram nos maiores empreendedores e empresários do mundo… Não digo só deles mas sim de toda pessoa que conseguiu alcançar algum tipo de sucesso sendo cantor, jogador de futebol enfim.

O poder de focar em apenas alguma coisa faz com que eliminamos todas as distrações e assim o nosso cérebro trabalhe de forma efetiva para realizar algum tipo de atividade específica.

Depois dá uma lida neste artigo sobre foco.

2 – Concentre-se

A lei de Pareto fala do conceito de 80/20 ou seja: Apenas 20% das coisas que você faz são responsáveis por 80% dos seus resultados. 

Isso querendo ou não é a pura verdade e se aplica a praticamente tudo e em todas as ocasiões na vida.

Sabendo que são apenas 20% das suas tarefas que geram 80% dos seus resultados você deve focar em fazer essas tarefas perfeitamente e deter o seu tempo a elas.

Quando você aplicar a dica da lei de pareto ela em si já vai fazer uma grande diferença na sua lista de tarefas para que você posso focar toda a sua concentração naquilo que vai te dar mais resultados.

3 – Elimine distrações

Muitas pessoas inclusive eu tentam fazer várias coisas ao mesmo tempo e chegam até a dizer que isso é bom e que podem dar conta.

O conceito do Pato tem mais haver com o poder de focar naquilo que é realmente importante. Você já percebeu que um pato faz praticamente tudo certo?

O pato:

  • Anda;
  • Tem asa;
  • É aquatico;

Mas ele:

  • Anda esquisito;
  • Tem asa mas não voa com perfeição (acho que nem voa);
  • É aquático mas é muito lento;

Se for comparar com um tubarão o pato teria mais recursos porém dentro da água não existe animal mais poderoso que o tubarão, não importa se ele não consegue respirar na superfície ou não sabe voa. Ele é o melhor naquilo que ele faz.

4 –  Associe suas memórias com objetos físicos

Você já deve ter passado por esse problema: acabou de ser apresentado a alguém e, assim que a pessoa vira as costas, você já esqueceu o nome dela.

Acontece, mas é extremamente embaraçoso precisar perguntar o nome dela novamente, não é?

A dica é associar o nome a algum objeto.

Por exemplo, se você acabou de conhecer a Bruna e ela estava próxima de uma janela, pense nela como a Bruna da Janela.

Parece um truque bobo, mas funciona.

E, claro, não só para nomes de pessoas, mas para qualquer coisa: relatórios, documentos, marcas.

Associando conceitos a objetos fica mais fácil de lembrar.

E, claro, quanto mais absurdas forem as associações mais fácil é lembrar delas.

5 –  Repita menos, memorize mais

Ao ver ou participar de apresentações você deve ter sentido isso – é muito claro quando alguém apenas decorou o que devia falar. Mas basta acontecer alguma mudança no roteiro ou um ‘branco’ para que a pessoa se perca.

Memorizar algo de fato depende de compreensão. Então, ao pensar em falas e apresentações, tente entender o conceito todo ao redor do que você está falando.

Pesquisas mostram que apenas a repetição automática pode até impedir que você entenda o que está expondo.

# Bônus

Aqui neste site você pode ver 4 aulas grátis de um método de memorização.

 

Para os estudantes

Dizem que os maiores erros cometidos pelos estudantes é o de deixar o celular ligado, estudar ouvindo música, vendo televisão, etc… Estes são alguns pecados óbvios e… perdoáveis, digamos assim.

O que você precisa investigar é a influencia invisível e sutil dos problemas citados acima.

Conheço muitos estudantes que são feras em memória de curta duração. Na sala de aula, nos estudos sabem tudo, meia hora depois não se lembram de nada!

Um dos erros mais graves que um estudante pode cometer é subestimar a importância da memória no processo de preparação.

Ela é a base da inteligência, fornece matéria prima para o raciocínio e consolida todo conhecimento absorvido nas horas de estudos.

A memória também lhe entregará de bandeja no momento da prova tudo o que você aprendeu.

Se você não memoriza a longo prazo aquilo que estudou, dificilmente conseguirá lembrar. Não lembrando-se, ficará ansioso e a ansiedade, adivinhe, vai agravar ainda mais o branco na memória.

É preciso incluir as técnicas de memorização no seu pacote de habilidades mentais.

O mundo mudou, a forma de ser avaliado mudou e nossa postura diante dos estudos precisa mudar.

Nós estamos vivendo a era do cérebro e não mais dos músculos. Quem vence não é mais o mais forte, e sim o mais rápido, o mais preparado.

# Bônus 2

Tem um curso chamado Memória 360º do Renato Alves que é muito bom!

Clique aqui para ver.

Comentários